Foto: APAS Next 2019

Por: Fabrícia Botelho – COO Promovisão

Nosso time está em home office desde 16/3. Temos trabalhado remotamente atendendo alguns clientes em demandas de comunicação e estamos fazendo muitos estudos sobre como serão os eventos e as ações de live marketing no futuro.

Estamos realizando eventos on-line com clientes e parceiros e entendendo que muitos eventos serão híbridos em breve.

Mas não dá para negar que os eventos presenciais, de ponta a ponta, deixam saudades. A satisfação de apresentar um planejamento bacana para o cliente e notar as reações durante a apresentação é única. Ao longo de todo o processo, equipes de planejamento, criação, produção e áreas de suporte da agência se juntam para, em conjunto com os clientes, fazerem o planejado evento ganhar vida.

O envolvimento das pessoas. Tantos profissionais engajados na preparação, como atendimentos, redatores, diretores de arte, arte-finalistas, revisores, produtores de conteúdo, arquitetos, cenógrafos. E os produtores. Que saudade dos produtores em ação! É tanta gente competente que faz um evento acontecer!

Nesta pandemia, muitas profissões foram afetadas, mas profissionais que atuam na área de eventos, tanto dentro das agências como em campo, estão entre os mais afetados.

E os mais afetados foram os profissionais freelancers.

E estes produtores tão competentes e incansáveis, quando se trata de fazer uma execução bem-feita, estão hoje aflitos, pois perderam suas rendas neste processo e estão sem perspectiva de voltar a trabalhar. Na semana passada, o Governo de São Paulo divulgou a expectativa de liberação para realização de eventos para 12 de outubro, ou seja, até lá, ainda teremos três meses.

Enquanto isso, precisamos, como agências e profissionais do setor, tentar criar projetos que promovam o retorno o mais rápido possível e apoiar as causas que estão ajudando os profissionais freelancers a se manterem (minimamente) durante esta pandemia.

Alguns projetos foram criados para apoiarem profissionais de eventos, como o SOS Mundo dos Eventos, idealizado por Leo Rizzo, fundador da Rizz Soluções, Débora Lima, fundadora da DS Eventos, e Malu Alonso, produtora do Bloco Casa Comigo. A plataforma está conectando os profissionais que precisam de ajuda com empresas e pessoas que querem e podem ajudar.

Ajude um freela, projeto que busca doação de alimentação (cestas básicas), compra de produtos de higiene pessoal e do lar, medicamentos, orientação sobre pagamento de contas básicas e apoio psicológico e jurídico.

Além de nos mantermos seguros, precisamos ser solidários até que os eventos possam voltar a acontecer com segurança e as empresas voltem a investir nesta importante ferramenta de marketing.

https://www.sosmundodoseventos.com.br/

https://ajude1freela.com.br/