Blog

Acompanhamos as novidades que definem
as novas estratégias de mercado

EVENTOS. Oportunidades para quem sabe se preparar.

Entre as principais oportunidades que os eventos oferecem às empresas está a possibilidade de estreitar laços com clientes, fornecedores e prospects, além de outros públicos como a imprensa, por exemplo. Além disso, geram alto engajamento entre funcionários, pois criam um ambiente muito favorável para promover trocas de conhecimento, treinamentos, networking ou o lançamento de um produto ou serviço.

Podemos dividir os eventos em dois grandes eixos: eventos patrocinados e eventos proprietários, neste artigo vamos abordar um pouco sobre as características dos eventos patrocinados.

Quando falamos de eventos patrocinados, os principais modelos praticados no mercado são: feiras, exposições, shows, festivais, congressos, fóruns, eventos esportivos, simpósios, painéis, entre outros. Geralmente, esses eventos são realizados por associações, instituições de ensino, organizações governamentais etc.

As empresas podem participar, como patrocinadores ou apoiadores do evento, adquirindo cotas que dão o direito de expor as suas marcas nos materiais de divulgação do encontro como, por exemplo, cartazes, convites, materiais de sinalização, hotsite, vídeos, entre outros. Além disso, dependendo do tipo de cota, as empresas podem ter um espaço reservado para a montagem de um estande ou um display de comunicação para divulgar as suas marcas, os seus produtos ou os seus serviços. Além disso, é possível também patrocinar as palestras, o coquetel, as atrações ou até mesmo desenvolver algum tipo de ativação para inserir na agenda do encontro.

                De acordo com o último estudo da AMPRO, o setor de Live Marketing movimentou
no último ano mais de 40 bilhões no Brasil. Dentre todas as ações listadas na pesquisa as
três mais utilizadas foram: Eventos, Feiras e Congressos.

Para se ter uma ideia do tamanho deste mercado, em agosto de 2017, a SPTuris, em parceria com o São Paulo Convention & Visitors Bureau, lançou um dossiê que apontou que apenas as Feiras de Negócios movimentam mais de R$ 16 bilhões na cidade de São Paulo.

São diversos os tipos de participação em eventos patrocinados, mas qual será o formato de evento ideal para o seu negócio? Para descobrir isso é necessário refletir sobre alguns pontos que a primeira vista parecem ser básicos mas que muitas empresas acabam por subestimá-los:

Qual é o seu objetivo primário?

Existem vários objetivos que norteiam a sua estratégia para os eventos como, por exemplo, o aumento de market share, o lançamento de um produto, a conexão com o público consumidor, o engajamento dos funcionários, a geração de oportunidades de negócios, o relacionamento com a mídia, entre outros. Não dá para atingir todos. Seja realista. Eleja o principal, de acordo com o seu plano de marketing e as suas metas, para ver em quais tipos, dentro do calendário do segmento no qual a sua empresa atua, têm maior afinidade. Você perceberá que isso será um filtro muito simples, mas também muito útil, na hora de selecionar as oportunidade que esse mercado oferece.

Qual é o seu público?

Conhecer bem o seu público e a aderência que ele tem com um possível evento para investir é fundamental. Como toda ação efetiva de marketing, as ações de live marketing começam com uma profunda pesquisa sobre o seu público. Muito mais do que o perfil demográfico e econômico, estamos falando de hábitos de consumo, gostos musicais, hobbies, causas apoiadas e muito mais. Quanto mais você conhecer, menor a sua chance de errar no modelo do seu evento. Isso inclui fazer uma pesquisa qualitativa, com os participantes dos últimos eventos que a sua empresa realizou, para que eles dividam com você as impressões que tiveram, sem filtros. Pergunte o que fazer para melhorar. Construir um evento em formato colaborativo tem se mostrado algo que realmente funciona. Entregue o que eles estão pedindo.

Quais são os seus recursos?

Dependendo do tipo de evento existem diversos graus de participação como patrocinador desde um simples banner até uma cota master. Em ambos os casos considere na elaboração do seu budget um checklist completo para auxiliá-lo a ter uma visão mais ampla de todo o investimento necessário. Geralmente alguns custos não são considerados inicialmente, e isso pode afetar na hora da realização. Leve em consideração, no caso de participações maiores, investimentos como, por exemplo, locação do espaço, valores das cotas de patrocínio, equipe (produtor, recepcionista, fotógrafo etc.), produção de materiais de comunicação (flyers, banners, placas de sinalização), logística, montagem, desmontagem, honorários de criação e acompanhamento da agência e demais serviços. Joga na planilha e enxergue a vida como ela realmente é.

Qual o histórico em participação de eventos desse tipo?

Sua empresa já participou de eventos desse tipo? Quais os resultados tangíveis foram obtidos? Como foi a exposição da sua marca? E a repercussão para os seus públicos de interesse? Quais foram os aprendizados? Vocês só conseguirá fazer algo melhor no futuro, se estiver muito claro onde a sua empresa está hoje nesse tipo de estratégia. Ser honesto a ponto de levantar a mão e dizer que esse formato que vem fazendo não dá mais certo é o primeiro passo para construir um novo que irá trazer resultados reais. Não cabe mais na economia atual participar apenas por costume. O que eu estou indo fazer lá? deve ser sua pergunta-âncora, as repostas irão traçar as novas estratégias para alcançar seus objetivos. Se não estiver claro da resposta encontre outro lugar para ir, pois aquele já não te serve mais.

Como é o relacionamento do marketing e do comercial da sua empresa?

O sucesso para a participação de eventos está no alinhamento entre marketing e vendas, principalmente quando estamos falando de eventos com foco em geração de negócios e de marketing de relacionamento. Eventos de longa duração como, por exemplo, feiras e congressos, que podem durar cinco dias, podem ser desgastantes físico e emocionalmente, e o seu time precisa estar unido para superar isso. Eles estão engajados para esse momento? Caso a resposta seja negativa, pensar em alguma ação pré-evento, para estreitar o relacionamento e conseguir integração das áreas e alinhar as expectativas, é o melhor caminho para aumentar as chances de sucesso do seu time. D.R. é o tipo de coisa para ser feito em casa.

Onde os seus concorrentes estão?

Quais tipos de eventos eles investem? Qual o local da planta que eles costumam expor? Quais que são realmente importantes você demarcar o seu território? Não tem como você ir para o campo de batalha sem descobrir antes se você estará em uma colina ou em um vale. Saber sua posição na área pode ser a diferença entre a derrota e a vitória quando o que se disputa é a atenção dos mesmos público. Se você não tiver essa expertise para descobrir onde são as áreas nobres, de uma planta de feira, por exemplo, encontre um parceiro que possa auxiliar você nisso. Acredite, estar no lugar certo faz toda a diferença.

Em uma competição a vitória começa bem antes da largada. No caso de um evento é a mesma coisa, o sucesso começa bem antes de ser enviado o primeiro convite. Em ambos os casos, o planejamento e a estratégia são essenciais. Invista neles para aproveitar as oportunidades que o mercado oferece.

No próximo artigo, vou falar um pouco sobre planejamento e estratégia para eventos proprietários. Bom evento!

Rodrigo Volponi – Diretor Comercial

Free WordPress Themes, Free Android Games